O Alcorão Inspira Violência e Terrorismo?

quinta-feira, novembro 10, 2016



(Lawrence Maximo)

Na próxima aula do nosso Curso de Missões Urbanas (Fundamentos Bíblicos e Práticas) vou falar sobre as religiões, em especial vou levar para meus alunos conhecerem o livro sagrado do Islã, o Alcorão ou Corão¹.

Os muçulmanos podem-se referir ao Alcorão usando um título que denota respeito, como Al-Karim ("o Nobre") ou Al-Azim ("o Magnífico").

Sobre as questões polêmicas que o livro incentiva seus adeptos a praticarem violências aos incrédulos e outras barbáries, veja abaixo:

2 (sura ou surata):191 (capítulo) - Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo aos incrédulos.

3:32 - Obedeça a Deus e ao Mensageiro. Mas, se se recusarem - então, de fato, Deus não gosta dos descrentes.

Será o Islã uma religião da paz? Da tolerância?

[1] - (em árabe: القرآن, transl. al-Qurʾān, lit. "a recitação") é o livro sagrado do Islã. Os que o Alcorão é a palavra literal de Deus (Alá) revelada ao profeta Maomé (Muhammad) ao longo de um período de vinte e três anos. A palavra Alcorão deriva do verbo árabe que significa declamar ou recitar; Alcorão é portanto uma "recitação" ou algo que deve ser recitado.

You Might Also Like

0 comentários

Follow by Email